Umas, novas, Idéias

Tuesday, May 23, 2006

Poema para McCullin




O reflexo desta linha é óbvio e movediço.
percebo que há duas partes
e por isso creio numa terceira
inteiramente despedaçada como eu...

Reflito.

O espelho mostra cadaveres entre palavras e projetos.
Sozinho reconheço a derrota.
Sozinho.
É esta solidão profunda que me isola de mim
e, ao mesmo tempo, me torna outro.

Tenho todos os motivos pra desistir:
finito é o tempo quando se crê na morte.
Não há mais bandeiras nem planos;
Não há mais nenhuma batalha:
A guerra é finda.

Olho sobre a folha a procurar-te
e só encontro o novamente branco da solidão...
A mesma solidão que perpassa os olhos
e me une aos demais
na melancolia das almas e das horas...

4 Comments:

Post a Comment

<< Home